Uma criança de apenas 5 anos de idade foi pego orando por um soldado da Força Nacional dos Estados Unidos em meio a um protesto de Derby, em Louisville. O momento foi registrado e compartilhado nas redes sociais com uma legenda que está impactando as pessoas, chamando a atenção para o amor e a fé.

O agente da Guarda Nacional de Kentucky, Dan Otterson, disse à NBC News que ele ficou muito emocionado durante aquele momento e teve de segurar o choro. Foi Otterson quem compartilhou o momento da oração nas redes sociais, afirmando que não poderia ter deixado de fazer isso, já que se sentiu abençoado.

 No Facebook, ele explicou que a oração tem grande significado tanto para ele como para seus colegas, já que estavam vivendo um momento de muita pressão. Ele disse que a inteligência havia confirmado que em meio aos grupos de esquerda que estavam protestando haviam pessoas armadas.
“Não podemos nos calar diante das demandas da sociedade”, diz pastor

A Igreja Batista Poconé, do Mato Grosso, tem feito diferença para a vida da sociedade, ajudando os ribeirinhos prejudicados pelo fogo no Pantanal, levando alimentos aos necessitados e promovendo trabalhos de apoio as pessoas em meio a crise causada pela pandemia.

Liderada pelo pastor Samuel Santos, a igreja evangélica ganhou destaque pela forma como tem atuado para ajudar no Pantanal, com a iniciativa de lavar as fardas e uniformes dos bombeiros e voluntários que atuam no combate aos incêndios da região.

 Casado com a pastora Maressa Santos, o casal tem dois filhos, Thomas e Eva Maria, e exercem o ministério pastoral há 4 anos, sendo que o pastor Samuel vive há 7 anos no estado do Mato Grosso. Ele é natural de São Paulo, capital.
Mulher vence a covid-19 e pega sua bebê pela primeira vez: “Milagre”

A história de cura de uma mulher chamada Vanessa Evelyn de Almeida Silva, que venceu a covid-19, viralizou nas redes sociais. Um vídeo onde ela pega sua bebê de 38 dias no colo pela primeira vez foi compartilhada pelo seu irmão, o pastor Anderson Mello, do Ministério Geração Profética.

O vídeo mostra o momento em que Vanessa é recebida pela família, com um louvor ao fundo e muitos gritos glorificando a Deus. “Glória a Deus! Obrigado Jesus!”, diz uma das familiares de Vanessa, enquanto ela pega sua bebê pela primeira vez.

 Na legenda do vídeo da publicação o pastor escreve que ela foi internada com 8 meses de gestação quando foi internada no Centro de Tratamento Intensivo. Com 75% dos pulmões comprometidos, ela teve a gestação interrompida, foi entubada e induzida a um coma profundo. Ele diz ainda que ela foi desenganada no dia 11 de agosto.

Rádio Gratidão © 2020 Todos direitos reservados